domingo, 6 de janeiro de 2013

Como tudo começou - A super mãe de gêmeos

A ideia do blog surgiu alguns meses depois que a Beatriz nasceu, num dia particularmente difícil pra mim, em que eu tinha acabado de receber a notícia de que teria mudar de apartamento.

A noite tinha sido longa, na luta contra as cólicas da pequena, então resolvi passear de carrinho com ela para dar uma espairecida.
Chegando ao parquinho em frente ao meu bloco, me deparo com uma cena incrível: uma mãe e seu casal de gêmeos, de cerca de 9 meses, brincando no balanço.

Aí você me pergunta: o que há de incrível nisso?
E eu respondo: TUDO!

A mãe para começar, parecia ter acabado de sair do catálogo de lingerie da Victoria Secrets: linda, magra, cabelos reluzentes, pele levemente bronzeada, pernas definidas e sorriso perfeito.
Vestia uma bata de seda florida SUPER bonita (provavelmente de alguma loja cara do Iguatemi) e short jeans.
A abusada não tinha celulite, estrias, gordura localizada, barriguinha avantajada, varizes, nada! Nadinha...(e olha que eu procurei!)

Os bebês, por sua vez, dois anjinhos! Lindos, corados, gordinhos, risonhos...

E foi aí que eu me dei uma olhada e tive vontade de sair correndo de lá, antes que alguém me visse.
Eu estava de calça legging de grávida, daquelas com um elástico BEM grande na cintura, camiseta velha e desbotada de propaganda e minhas velhas amigas havaianas.

O cabelo estava, digamos, desarrumado e (confesso)meio ensebado, as unhas não viam uma manicure há meses e no rosto só se viam as enormes olheiras de Panda.

Saí de lá desnorteada, sem conter a minha frustração. Como aquela criatura conseguia lidar com gêmeos e ainda sair bem na foto? Qual era o seu segredo? Por que eu estava naquele estado deprimente e ela estava exalando tranquilidade e beleza?

Aproximadamente 15 dias depois, no consultório da pediatra da minha filha, eis que surge A-MÃE-DOS-GÊMEOS.
Coincidência? Não, Brasília é, de fato, um ovo!
Porém, dessa vez eu não tive invejinha da über model! Ela parecia triste, e as crianças também.
Enquanto eles se consultavam com a doutora, resolvi fazer algumas perguntinhas para a secretária (elas são um poço de sabedoria sobre a vida alheia).

Por meio dela, fiquei sabendo que os gêmeos eram fruto de um namoro rápido da mãe com um Global bonitão, que por sinal, estava tentando a guarda das crianças legalmente, numa disputa pra lá de litigiosa, o que vinha causando grande estresse nela e nos bebês.

Depois que saí de lá, só conseguia pensar na minha tolice, e no quanto havia sido precipitada em julgar que a vida daquela mãe era perfeita, pelo simples fato de ela "aparentar" ser feliz e resolvida.

Na minha opinião, gastamos muito tempo e energia valorizando as coisas erradas, enquanto a felicidade está bem ali, do nosso lado, no sorriso do filho, no abraço da pessoa amada, no almoço com os amigos, no emprego que gostamos...

E a partir de então comecei a enxergar as situações do cotidiano com outros olhos, e é exatamente disso que quero falar nesse blog.
Espero que gostem! Acompanhem os posts e deixem sua opinião!

Um grande abraço!


12 comentários:

Dani Dytz disse...

Pois é, Fê, não é nada fácil equilibrar esse 'tudo que devemos ser'... volta e meia me deparo com questionamentos bem sérios, tipo se estou negligenciando meu filho e meu marido para trabalhar, se estou negligenciando meu trabalho para brincar com filho e namorar o marido (hehe). Mas acho que com o tempo a gente começa a entender e a desempenhar melhor esses milhares de papéis que tomamos para nós. Ou ao menos passamos a nos sentir menos culpadas por não sermos tão super, thunder, blaster em tudo :)
Adorei o blog, parabéns.
Beijão
Dani Dytz

Fê Veloso disse...

Obrigada, Dani!
Sua opinião, como mãe, mulher, e super, thunder, blaster amiga é muito importante pra mim!
Beijos para vocês!

Marcella Oliveira disse...

Fê, boa sorte com seu novo projeto! Vou acompanhar suas aventuras!! Beijão

Fê Veloso disse...

Obrigada, Marcelitcha! E se um dia você quiser dar uma contribuição ao meu humilde blog, sinta-se convidada a escrever, tá?! Vou achar um luxo! Beijos!

Mariana Coca disse...

Amiga, adorei o blog, pode ter certeza que serei leitora assídua.
Beijo e boa sorte na nova empreitada!!

Fê Veloso disse...

Obrigada, friend!
Grande beijo para vocês três!

Dani Roriz disse...

Estou acompanhando o seu blog e adorando!!! Lembro bem do dia da mãe dos gêmeos pq li seu desabafo no face.. Enfim minha amiga, o mundo de hj valoriza o que nao tem valor e muitas vezes se deixarmos nos levar acabamos entrando na mesma fôrma! parabéns pelo blog!! Ja é sucesso! E vc é fantástica!! Um grande bjo saudoso de sua amiga de infância!!! Dani Roriz

Mariana Belloni disse...

Fê querida!
Amei o blog! Vc é surpreendente!
Vou usar esse espaço para desabafar! hahahaha
A pressão para sermos super thunder blaster é demais! aff! tento desencanar, mas é difícil, né? e com 2 filhos pequenos, então! não dá pra ser perfeita!
Boa sorte com o blog! que te traga mtas alegrias!
bjsssssssssssssssssssss
Mari Melgaço

Fê Veloso disse...

Obrigada, Dani!
Muitas saudades de você, amiga!
Beijos!

Fê Veloso disse...

Lindona, "tamo juntas"!
Mande suas histórias também!
Beijos e obrigada pelo carinho!

Daiane Bomfim disse...

Nossa, esse post me fez chorar! sim, sou chorona, canceriana assumida e me emociono com coisas simples! A vida é isso aí mesmo, a gente acha que a grama do vizinho é mais verde e, por vezes, somos tão felizes e nem percebemos! amei o post, aliás, conheci o blog hoje e já tô adorando!

Fê Veloso disse...

Muito obrigada, Daiane!
Espero que goste do que está por vir!
Beijos! ;-)

A Autora

Faça Parte!

Os 10 mais lidos

Seguir por Email

Arquivo do blog

Visualizações de página