segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Filosofando com a super exigente



Hoje o nosso assunto é muito especial, e, de certa forma, uma homenagem à todas as mulheres que sabem o que querem!
Nem é preciso dizer que, nós, o sexo "forte", SEMPRE sabemos o que é melhor, certo?
Porém, existe uma categoria específica de espécies femininas que sabem MUITO, sobre uma diversidade inimaginável de coisas, e aí acabam, com o perdão da palavra, "ferrando" a vida dos homens.

Elas são super inteligentes, cultas, interadas, descoladas, viajadas...
E na hora de escolher o homem de suas vidas, nada mais justo do que desejar que o cara seja tão interessante quanto ela, não é mesmo?!

Você pode até concordar, mas o fato é que às vezes o nível de exigência é tão alto, mas tão alto, que elas só conseguiriam encontrar um parceiro em outro sistema solar, porque, nesse aqui, não vai rolar não!

Vejam só, o cara tem que ser romântico, mas sem ser "piegas". (DEVE levar flores. Mas se a mulher tiver mais que 13 anos, nem pense em incluir um bichinho de pelúcia, tá?!)
Tem que ser companheiro, mas sem ser "chiclete". (Dica para os homens: caminhar junto com a sua amada no parque de mãos dadas: PODE! Assisti-la fazer as unhas no salão: NÃO PODE!)
Tem que ser culto, mas sem ser esnobe. (Homem que conhece sobre vinhos é um charme! Mas não vá querer dar uma aula pros amigos na hora de escolher uma garrafa no jantar, ok?! É chato...)
Tem que ser inteligente, mas sem ser "nerd". (Em outras palavras, você pode querer fazer especialização, mestrado, doutorado, pós-doutorado e o escambal, desde, é claro, que consiga conciliar com todos os nossos programas favoritos, como ir ao cinema, jantar fora, viajar para praias paradisíacas, etc, etc, etc...)
Tem que ser macho, mas sem ser bronco. (Não precisa cuspir no chão e nem mijar de porta aberta!)
Tem que ser vaidoso, mas sem ser "metrosexual". (Nem pense em fazer as sombrancelhas! Só o Cristiano Ronaldo tem a manha, meu bem!)

E a lista é infindável, então é melhor eu parar por aqui...

Dito isso, voltemos à nossa história de hoje. Na verdade, não é uma história, é um diálogo, com uma de minhas melhores amigas: a Super Exigente.

Foi mais ou menos assim: nós estávamos a procura de um vestido para a comemoração do aniversário de 30 anos dela, e ela queria, nada mais, nada menos que "O VESTIDO".
E amiga que é amiga tem que topar qualquer parada, então eu, grávida de 7 meses, resolvi acompanhá-la nessa tarefa.

Primeiro fomos ao Iguatemi, é claro!
Porque mulher que é mulher sempre acha que o shopping mais caro da cidade é o lugar que se encontra todas as coisas perfeitas da vida.
Chegando lá, encontramos alguns vestidos muito bonitos. Mas nenhum parecia ser exatamente o que ela queria.

Ok, bola pra frente!
Resolvemos dar uma passada na "Rua da Moda", na Asa Sul.
Depois de quase duas horas (e várias bolhas no pé), ela ainda não tinha achado um vestido que fosse como estava imaginando.

Por fim, resolvemos apelar para o Conjunto Nacional.
Nessa hora, eu já estava em um estado prá lá de lamentável: cansada, com a barriga pesando, os pés inchados, morta de fome, e (admito) quase desistindo de ser uma boa amiga.
Mas minhas esperanças foram renovadas quando ela avistou um vestido preto, em uma das lojas.

Antes mesmo da vendedora conseguir abrir a boca, eu já estava despachando a Super Exigente para o provador.
Quando ela saiu de lá, gostei bastante do resultado.
Era um vestido preto, clássico, e que caiu muito bem nela.

Aí eu perguntei: Gostou, amiga?

E ela: Ah, mais ou menos... Meio blasé, né?!

Eu: Como assim?

Ela: É um vestido preto!

Eu: E qual é o problema?

Ela: Vestido preto é uma coisa comum, padrão, todo mundo tem!

Eu: Mas ficou lindo em você!

Ela: Não sei... fico pensando se não existe coisa melhor em outro lugar...

Eu (pensando no calvário que tínhamos enfrentado nas últimas horas): Amiga, você viu os das outras lojas! Nenhum ficou tão bem quanto este!

Ela: Mas e se existir outro, mais bonito que esse? Não posso desistir agora, sabe?! Seria como beijar o primeiro cara bonitinho que eu visse na balada...

Eu (???): Na boa: eu não te entendo! Se fosse eu, levava esse mesmo. Depois você vai se arrepender!

Ela: Pelo contrário. Eu vou me arrepender se eu ficar com este. É como se eu me comprometesse com um homem que eu não amasse de verdade, só porque ele é bonzinho, educadinho, bonitinho... Eu não quero "inho", ou quero mais!

Eu (não sabendo mais se o assunto ali era o vestido ou algo mais profundo): Você é quem sabe! Só me diga uma coisa: onde é que você vai encontrar um exatamente como você quer?

Ela (pensativa): Não sei, amiga! Mas eu vou encontrar!

Eu (tentanto, com todas as minhas forças, ser prática): Entendi... mas e chegar na última hora e você não achar nada? Aí você vai querer voltar aqui, e o vestido pode ter sido vendido. O que você vai fazer? Provavelmente vai ter que vestir o "pretinho básico" do seu guarda-roupas!

Ela (continuando a filosofar): Eu tenho mesmo um pretinho básico. Foi o único que eu escolhi, mas ele não me escolheu. Não fica bem em mim...

Eu (totalmente surtada e com a paciência esgotada): Então vamos embora! Você decide isso depois!

E fomos embora, com as mãos abanando.

No dia da festa, a minha amiga Super Exigente, para minha ENORME satisfação, finalmente tinha encontrado "O VESTIDO" que ela tanto sonhou.

E quer saber, eu acho que ela está certa!
Portanto, essa é a lição que eu quero deixar para vocês, queridas leitoras: Em matéria de vestido, o melhor mesmo é não beijar o primeiro carinha bonitinho da balada!


He he he...


Beijossss!

Até a próxima!


7 comentários:

Viviane Franco disse...

Aposto que era a Silvia Helena, hahahaha!! Amo vocês, amigas super hiper mega blaster exigentes e queridas!!

Silvia Helena disse...

hahahhahahahha
Mas é assim mesmo, entre homens e vestidos, o lance é saber escolher!
Obrigada, miga!!!

Fê Veloso disse...

Pandinha, como é que você descobriu???
Qual foi a dica que denunciou a personagem?
Hehehe
Beijossss!

Fê Veloso disse...

Falou e disse!
E eu estou na escuta... Hehehe
Beijos, miga! Minha colaboradora número 1!

Gabi disse...

Muito bom!!rsrs Achei que o final seria diferente, mas é isso aí, as mulheres sempre surpreendem! Bom se era mesmo a Silvinha, posso falar que se ela não é boa pra escolher os looks dela de primeira, o meu ela escolheu rapidinho!rsrs

Fê Veloso disse...

Gabi, ela realmente é ótima pra escolher nossos looks, né?!
Beijosss!

Viviane Franco disse...

Posso ser honesta? Foi o INHO! E toda a filosofia que veio em seguida, hahahaha! Muito a cara de Silvia Helena! :D

A Autora

Faça Parte!

Os 10 mais lidos

Seguir por Email

Arquivo do blog

Visualizações de página