quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O thunder palpiteiro do Parque Olhos D'Água


Extra, Extra! Edição especial de Super, Thunder, Blaster Mulheres!
(Musiquinha):Tam tam tam tam tam tam tam tam tam... tam tam tam tam tam taaaaaaaaaaaam...

Atendendo a inúmeros pedidos de mães desesperadas, estou aqui para fazer uma denúncia seríssima!
Cuidado, um terrível senhor está à solta na Asa Norte!
Por isso, leia com atenção e passe a notícia adiante!

"Mas, Fê, esse blog não é sobre mulheres"?
Sim, meu povo, mas este senhor é uma grande ameaça, então resolvi abrir uma exceção!

Quem passeia com seus filhotes no Parque Olhos D'Água certamente já deve saber de quem se trata.
No começo, achei que ele tinha um problema pessoal comigo, mas, depois de algum tempo, percebi que não.
O mais interessante é que ele escolhe com cuidado as suas vítimas, que têm um perfil específico: jovens MÃES com seus bebês.
Notem que eu frisei a palavra "mães" por uma razão muito interessante: ele não liga para as babás! (Cada um com sua tara, né?! Vamos respeitar!)

O modus operandi do Thunder Palpiteiro é muito discreto e eficaz.
Ele sai todas as manhãs de sua redidência, lá pelas 7:00 da madrugada, vestindo uma camiseta com os dizeres "Vô pro Parque", e fica de tocaia perto dos aparelhos para a terceira idade, esperando suas "presas".

As potencias vítimas provavelmente não ficarão intimidadas por este "serial nosy". Ele tem cara de vovô simpático, daqueles que gostam de puxar papo com todo mundo e contar sua experiência de vida...
Mas não deixe-se enganar: ele é perigoso... MUITO perigoso!
Sua língua afiada é fatal... e o que ele tem a dizer pode te ferir!

Está ficando com medo?
Pois deveria!
Não ignore este comunicado, pois a próxima pode ser você!

Infelizmente, eu fui uma de suas vítimas... aconteceu quando a Beatriz tinha cerca de 3 meses.
Aquele momento marcou a minha vida, então me lembro como se fosse hoje.
Cheguei no parque para uma caminhada por volta das 8:00. Quando estava fazendo a primeira curva, notei que o sol estava batendo no rostinho dela. Parei e coloquei uma fralda cobrindo o carrinho, esperando retirá-la quando estivéssemos na sombra.

Passado alguns segundos, eis que surge o nosso "vovozinho". Ele nunca tinha me visto na vida, mas foi logo me recriminando:

"Tira essa fralda daí! Sol faz bem pra saúde! Criança tem que tomar sol!"

Eu até tentei me explicar, mas ele não quis nem saber... seguiu sua "marcha atlética e me deixou falando sozinha!
Na hora não dei muita importância, e continuamos o nosso passeio.

Mais adiante, vi que ele estava parado, conversando com outro senhor. Quando me aproximei deles, a Beatriz começou a chorar. Ela estava morrendo de sono, mas não queria dormir no carrinho.
Para que ela se acalmasse, me sentei no banco e resolvi pegá-la no colo.
Ela chorava HORRORES e ele veio xeretar:

"Esse choro é de fome! Tadinha..."

E eu, tentando manter a calma: "Não é fome não! É sono!"

Mas o Thunder Palpiteiro, pelo visto PhD em choros de bebê, não concordou comigo:

"Que nada... eu conheço! Ela está morrendo de fome!"

E eu, como não queria discutir com o "senhorzinho", resolvi me aproveitar da sugestão para  fazer o chatonildo sair de perto:

"Deve ser mesmo. Vou dar o peito pra ela se acalmar!"

E esperei até que ele fosse embora.
Ora, convenhamos,  qualquer homem de respeito saberia que aquele momento era um TANTO íntimo.

Não funcionou... ele só olhou pro lado e continuou sentado ali, querendo se certificar que eu alimentaria a Beatriz.

Gente... que situação!
Respeito demais as mães que tiram o peito pra fora em qualquer ambiente para amamentar os seus bebês, mas eu, simplesmente, não fico à vontade! Ao lado de um estranho então... nem vou comentar!

No entanto, eu não tinha outra escolha. Percebi claramente que ele não iria me deixar em paz, então peguei uma fralda e, após alguns malabarismos, consegui colocá-la no peito de uma forma que não aparecesse nada.

Enfim, quando ele notou que ela estava mamando, passou a me dar alguns "conselhos" sobre alimentação saudável e, depois de alguns (loooooooongos) minutos, para a minha alegria, se levantou, em direção à saída.
Enquanto isso, a Beatriz pegou no sono (qualquer um faria o mesmo), mas assim que a coloquei no carrinho ela despertou e voltou a berrar...
E eu, para fugir dos olhares curiosos das pessoas que ficavam me encarando, resolvi ir embora BEM depressa.

Quando já estava no portão de saída, quase atravessando a rua, me deparo com o Thunder Palpiteiro novamente, desta vez ENFURECIDO comigo:

"Essa menina está cansada! Também, onde já se viu?! Está tarde! O sol está muito quente! Vá pra casa logo, menina!"

DETALHE: eram 9 horas da matina.

E mais: o que aconteceu com o defensor dos  INÚMEROS benefícios do sol da manhã???
Vá entender!

Conversando com outras mães aqui da quadra, constatei que o Thunder Palpiteiro está cada vez mais ousado, e não há quem saiba o que fazer para solucionar esta crescente onda de ataques.

Refletindo sobre o caso, acredito que encontrei uma solução, e vou me utilizar deste espaço para fazer um comunicado:

Prezado Thunder Palpiteiro,

O senhor já ouviu falar em viagens para a terceira idade? 
Estou promovendo uma campanha para lhe dar uma de presente, só de ida, com destino ao Deserto do Saara!
Lá não tem variação de temperatura, é sempre quentinho, o senhor vai AMAR!
Para maiores informações, procure O QUE FAZER!
Contato:de preferência nenhum!


Gostou da minha "nobre" iniciativa e deseja colaborar?
Inscreva-se aqui!

Beijosss!

Até a próxima!


6 comentários:

Sílvia Guedes disse...

Fê.. adoro os posts do seu blog! Você tem um super dom! odeio gente palpiteira de todo jeito! Um beijo
www.falandosalto.com.br

Fê Veloso disse...

Silvinha, obrigada!
Eu também odeio, mas já deu pra perceber, né?!
Rsrsrs
Beijosss!

Anônimo disse...

Oh Fernanda, tenha paciência com os velhinhos.
Grande beijo.
Maurição

Fê Veloso disse...

Maurição,
O único velhinho que eu tenho que aturar é você, seu lindo!
Rsrsrs
Beijosss!

Anônimo disse...

Nanda, tio Jefferson quer saber se dá para aturá-lo?
Beijos, tia Márcia

Fê Veloso disse...

Tio Jeffoca, o senhor eu não ATURO, porque adoro sua companhia!
Só o Maurição é que às vezes ataca de Thunder Palpiteiro!
Hehehe
Beijosss!

A Autora

Faça Parte!

Os 10 mais lidos

Seguir por Email

Arquivo do blog

Visualizações de página